Categorias
Sem categoria

O Brasil no Coronaverso

Como a pandemia do novo coronavirus mudou por completo tudo o que nós conhecemos como normal ou rotineiro

Depois de quase um ano inteiro de pandemia a nível mundial, que mudou o modo de vida de todos, fazendo muitos perderem seus empregos e passarem por apertos finamceiros e até mesmo tendo contraído o coronavirus pessoalmente ou tendo membros da família e amigos passando por esse infortúnio, tivemos de mudar muitos dos nossos hábitos que tínhamos antes, como hábitos de higiene para evitar a disseminação do vírus, o modo como fazemos compras e pagamos contas, usando aplicativos de bancos e aderindo a serviços de entregas de comida e produtos que normalmente compraríamos pessoalmente em lojas e mercados. Isso forçou muitas empresas a mudarem a forma como era feito o atendimento ao cliente e à forma como os próprios clientestêm de acessar os produtos e serviços dessa empresas.

Contudo, dá para notar que, do jeito que as coisas andam e o modo como as pessoas se portam frente ao que é recomendado pelo sistema mundial de saúde, que essa pandemia ainda vai longe, e tudo vai depender do poder de adaptação de pessoas e empresas para poder oferecer seus produtos e serviços de uma forma diferente, de uma forma que não venha a piorar a situação que estamos no momento, e que não seja contra todas as recomendações de saúde. Enquanto temos uma pandemia andamento, temos muitas normas que restringe a operação de vários tipos de empresas e pessoas, como a classe artística, empresas de eventos, empresas de viagens e guias turísticos, assim como o comércio que é ligado a pontos turísticos. Com isso, muitas empresas fecharam por falta de meios de se manter por um tempo tão longo como o que nós já temos passado durante esses tempos difíceis.


Agora, para muitas pessoas, não tem muito a fazer além de tentar algo novo, como tentar uma especialização em algo, investir em alguma coisa diferente do que fazia antes, ou simplesmente procurar algum outro trabalho dentro daquilo que já fazia antes, só que com uma aproximação diferente. Um tempo atrás ainda vi uma reportagem que tratava dessa situação; como muitas empresas estavam tratando de se manterem antes de tudo isso. A reportagem mostrou uma empresa de eventos que não pôde dar continuidade aos seus serviços devido a paralisação no setor. Essa empresa em questão investiu esforços em produzir decorações para interiores, algo que é próximo do que eles já faziam antes. Essa foi uma aproximação que eles tiveram nessa situação. Um modo de eles evitarem uma possível falência.


Uma outra coisa que algumas empresas vêm fazendo nos últimos tempos é de adotar o Home Office como uma alternativa de serviço, um meio alternativo de continuar prestando seus serviços sem precisar reunir toda a equipe em um único local – uma maneira de pôr em prática as medidas de precaução sugeridas pela OMS. Penso que muitas das empresas que adotaram o Home Office como um de seus meios de trabalho em meio à pandemia continuem a usá-lo mesmo após a pandemia ter acabado e tudo ter voltado ao normal, seja por praticidade e desempenho de ter os funcionários nessa modalidade de trabalho, ou seja, por ser mais barato manter ao menos parte dos funcionários em casa, tanto por não precisar conceder um auxílio-transporte ao funcionário – o que muitas empresas fazem, como por ter a possibilidade de alugar um local menor como escritório, visto que boa parte dos lugares antes ocupados por funcionários estão sem uso. E parece que não só empresas estão adotando o Home Office como mais uma forma de trabalho, mas também pessoas que perderam o emprego devido à pandemia estão seguindo por esse mesmo caminho. Algumas pessoas estão usando o dinheiro da rescisão do contrato para montar seus próprios escritórios em casa, ou até mesmo para comprar ferramentas e itens para prestarem seus serviços. Isso é algo bom, pois, se essas pessoas não estão conseguindo arranjar um emprego formal, como tinham antes, ao menos estão aproveitando a oportunidade para fazer algo novo, um modelo diferente de trabalho ao qual já estavam habituados. Eu mesmo estou aproveitando essa oportunidade para escrever posts para esse meu site e começar a planejar como vou administrar meu próprio negócio daqui pra frente. Talvez até surjam novos conteúdos aqui em um futuro não muito distante.


Ainda que essa pandemia seja algo ruim no sentido de saúde pública, podemos tirar algo de bom disso. Como a maneira que a gente encara uma pandemia, para que futuramente nós possamos pegar o que deu certo e aplicar numa possível nova pandemia; e no que deu de errado, para que possamos evitar fazer novamente no futuro. E também, podemos ver a capacidade humana de se adaptar a uma nova realidade de maneira mais imediata possível, como foi nesse ano. Para isso, podemos notar que é essencial estarmos preparados para algo inesperado e, com isso, fazermos ajustes na nossa rotina para evitar o pior cenário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s